#MEDICINA “Com mais força política, Tucuruí fica com o curso, e Bragança, na espera”

O Jornal Folha de São Paulo divulgou que o Ministério da Educação (MEC) vai anunciar na próxima terça-feira (27/9) as instituições de ensino habilitadas a implantar novos cursos de medicina.
Serão 2.290 vagas abertas nas 39 cidades em 11 Estados do país, entre estes o Pará, mas, segundo a #Folhapress, Bragança está de fora, o curso vai para Tucuruí.  A expectativa é que os termos de compromisso com as instituições vencedoras sejam assinados em outubro.
A Frente Nacional de Prefeitos – FNP, que liderou as reivindicações em favor da abertura de novos cursos de formação de médicos no país, reuniu-se tratou do assunto em agosto com o ministro da Educação, Mendonça Filho.
No dia 28/2 deste ano,o Ministério da Educação emitiu nota técnica com parecer favorável ao pedido feito pela UFPA para implantar o curso de Medicina no Campus Bragança, mas  o documento não instituiu o curso, já que a sua abertura dependeria da liberação de recursos.
Bragança, portanto, continuará, a espera, apta para receber o curso, com estrutura , campus , hospitais, postos de saúde, interesse profissional, e acadêmico, mas sem força política suficiente para se bancar na cabeça da fila, cedendo a preferência ao Município de Tucuruí, que está de parabéns.
De acordo com o professor-doutor Hilton Silva (UFPa -Belém), uma faculdade de medicina não se faz apenas com hospitais e ambulatórios (por melhores que sejam, o q sabemos não ser o caso da maioria dos nossos municípios).
Segundo ele, faz-se também com forte infraestrutura laboratorial, equipamentos, corpo técnico e de docentes (mestres e doutores em várias áreas e com múltiplas formações) que se dediquem, de preferência, exclusivamente, a ao curso.
Esclarece o professor que infelizmente, além das outras carências, não há profissionais suficientes com esse perfil em nosso estado (até por isso os cursos novos tem se concentrado na capital).
E os de Santarém, e o recém-criado em Altamira, prossegue o professor, existem muito precariamente, e com muitíssimas críticas de alunos e docentes/preceptores.
“Além disso, não é apenas com médicos que se resolverá o problema da saúde, mas com ações integradas de formação em todas as áreas da saúde e infra estrutura, que são, também, de responsabilidade dos governos estaduais e municipais”, concluiu.
 

Foto de reunião que trouxe a Bragança o Reitor Carlos Maneschy para apoiar a instalação do curso, quando ainda estavam juntos o  prefeito e seu vice, Nelson, e Nadson, respectivamente.

Fonte © #TRIBUNADOSALGADO (Com informações da Folhapress)

Bragança > 25 de Setembro de 2015

EXPEDIENTE > TRIBUNA DO SALGADO (tribunadosalgado@gmail.com) DIRETOR/EDITOR/JORNALISTA RESPONSÁVEL: Francisco Weyl (DRT-Pa: 2161) / DIRETORA DE PRODUÇÃO: Dri Trindade ENDEREÇO: Avenida Marechal Floriano Peixoto, 1613, Centro, Bragança, Pará, CEP: 68.600-000 (Telefone: 0055-91 – 988212419). Ideias, críticas e sugestões serão bem vindas, mas ao escrever para o jornal, é necessário informar RG e CPF, endereço completo e contatos de fone e email. Este jornal não publica cartas e denúncias anônimas ou acusações sem provas e os artigos são de responsabilidade dos seus autores.
Tecnologia do Blogger.